1.2 Distinguir as diversas formas de integração económica
Primeiramente é importante definir integração económica, a integração económica pode ser definida pela junção de varias de economias nacionais em uma economia, região económica mais vasta e mais abrangente com modo a eliminar várias diferenças que prejudicam o o livre movimento de pessoas, mercadorias e serviços e com o fim maior de manter a paz.
Inclusive Jean Monet disse ''Não coligamos estados, unimos homens''
A integração europeia não tem sido a mesma ao longo dos anos, tem sofrido uma evolução ao longo de 60 anos desde a
Comunidade Europeia do Carvão e Aço à União Económica e Monetária

Na seguinte imagem podemos ver os vários níveis de integração de Bela Ballassa

fdqa.jpg
Béla Balassa* foi um economista húngaro de renome no mundo inteiro como professor na Universidade Johns Hopkins

Zona de comércio livre
Começando pela menos intensa forma de integração económica a Zona de comércio livre que é caracterizado por apenas a livre circulação de bens, esta livre circulação de bens provem de uma abolição ou supressão de direitos aduaneiros entre os países aderentes, no entanto mantêm a sua pauta aduaneira com países terceiros.
Exemplo:EFTA

União aduaneira
Evoluindo para uma União aduaneira, é acrescentada à livre circulação de bens imposta pela zona de comércio livre uma pauta aduaneira comum, isto é a sua pauta aduaneira em relação a países terceiros será igual
Exemplo: CEE até 1992

Mercado comum
Se a uma união aduaneira aliarmos a livre circulação de fatores, isto é, para além de bens, a livre circulação de pessoas, serviços e capitais, chegaremos a um Mercado comum
Exemplo: Europa a partir de 1993 quando foi assinado o Tratado de Maastricht

Será designada União Económica se para além de um mercado comum, houverem também políticas económicas comuns, isto é, políticas que procurem assegurar um crescimento económico sustentado, a médio e longo prazo.
Exemplo:União Europeia

Haverá uma União Económica e Monetária se houver harmonização das políticas económicas e monetárias dos Estados-Membros dessa integração, com vista à instituição de uma moeda única. Esta forma de integração combina duas vertentes: monetária com o objetivo da manutenção da estabilidade dos preços, traduz-se pela definição de uma política monetária única e a económica já explicada no ponto anterior
Exemplo: Países da Zona Euro

Por fim teremos a União Política que consistirá na unificação das políticas monetárias, fiscais, sociais e orçamentais incluindo o estabelecimento de uma autoridade supranacional, cujas decisões são obrigatórias para todos os Estados-Membros.
Não existe nenhum exemplo real, no entanto são vários países a favor de uma união política europeia, tal como Portugal, a dívida portuguesa tornaria-se numa dívida europeia, uma mutualização da dívida


Tomando o caso especifico da União europeia, existem políticas comuns em diversos domínios desde políticas sobre a agricultura a políticas sobre transportes e saúde



Na União Política,incluir a unificação da políticas orçamentais, em que Portugal teria interesse....

MERCOSUL, apesar de se chamar Mercado Comum do Sul, institui-se apenas uma União Aduaneira, mas no decurso do tempo tem vindo a implementar algumas políticas regionais.


A Europa é exemplo de Mercado Comum a partir de 1993: "Em 1993, é concluído o Mercado Único com as “quatro liberdades”: livre circulação de mercadorias, de serviços, de pessoas e de capitais". Tratado de Maastricht aqui


A UE como União Económica tem políticas comuns em diversos domínios


Esta imagem está em brasileiro. Aqui ninguém sabe o que é uma Política Comercial Uniforme.
No blogue até tens um esquema mais simples. Explique também o que é "Livre Comércio" e as restantes expressões.


OK, mas deixo mais duas notas:

1 - Estas classificações simplificam em muito a complexidade do real, e portanto não podem ser observadas como estanques nem como um conjunto de passos a seguir. Por exemplo, a UE em 1962 - ainda União Aduaneira, CEE - já tinha políticas comuns, como a PAC!

2 - Quando quiser destacar o texto, é melhor utilizar negrito, itálico ou mudar de cor, que utilizar o sublinhado porque este se confunde com os links.