Coesão Económica e Social consiste na existência de uma semelhança entre os níveis de desenvolvimento nos países da União Europeia ,ou seja ,
A União Europeia tem como objectivo promover um desenvolvimento harmonioso da União como um todo. isto é reduzir as disparidades entre os níveis de desenvolvimento das diversas regiões evitando que ocorra emigração ,de modo a que não ocorra esse fenómeno migratório existe a coesão económica e social para estabelecer o bem estar da população europeia .

Um dos principais objectivos da UE consiste no reforço da sua coesão económica, social e territorial. Uma parte considerável das suas actividades e do seu orçamento é consagrada à redução das disparidades entre as regiões, nomeadamente as zonas rurais, as zonas afectadas pela transição industrial e as regiões com limitações naturais ou demográficas graves e permanentes.

A UE apoia a consecução destes objectivos através do seguinte:

  • da coordenação das políticas económicas;

  • da implementação das políticas da UE;

  • da utilização dos Fundos Estruturais (FEOGA, secção «Orientação»;FSE*; FEDER), do Banco Europeu de Investimento e de outros Instrumentos Financeiros atuais (por exemplo, o Fundo de Coesão).

A fim de garantir uma utilização eficiente dos fundos estruturais, devem ser respeitados os seguintes princípios:

  • organização dos fundos por objectivos e por regiões;

  • parceria entre a Comissão, os Estados-Membros e as autoridades regionais no contexto da planificação, da implementação e do acompanhamento da sua utilização;

  • programação das intervenções;

  • adicionalidade das contribuições da UE e nacionais.

  • A dotação de recursos financeiros da União destinada à política de coesão centra-se em dois objectivos fundamentais:

  • o investimento no crescimento e no emprego, com vista a consolidar o mercado laboral e as economias regionais;

  • a cooperação territorial europeia, para apoiar a coesão da UE através da cooperação ao nível transfronteiriço, transnacional e inter-regional.

Em suma nos termos da definição apresentada pela União Europeia, «a coesão económica e social exprime a solidariedade entre os Estados-Membros e as regiões da União Europeia, favorecendo o desenvolvimento equilibrado do território comunitário, a redução das diferenças estruturais entre as regiões da União, bem como a promoção de uma verdadeira igualdade de oportunidades entre as pessoas» , isto é , a Coesão Económica e Social representa uma medida fundamental para o impedimento das das disparidades económicas e sociais entre Estado-membros ,procurando garantir um melhor acesso ao emprego, à educação e a sistemas de protecção social, bem como contribuir para o desenvolvimento económico do espaço europeu.
Uma vez que há liberdade de circulação do trabalho, o objectivo será "evitar a emigração" e "evitar tensões migratórias" entre regiões porque ambos os lados, por vezes, esquecem de ir mais fundo no problema. Existe uma invasão, mas longe de uma "invasão bárbara", trata-se da chegada de um número insustentável de pessoas com línguas diferentes, culturas diferentes, realidades e situações diferentes que causam prejuízo tanto à nação hospedeira quando à nação que deixaram, que se ressente da perda porem a livre circulação de trabalho é mais um detalhe no meio da situação que contribui para o agravamento da instabilidade entre os residentes e emigrantes pois os residentes podem se sentir roubados ,pela criação de postos de trabalho para os emigrantes.

*Fundo Social Europeu

http://www.europarl.europa.eu/atyourservice/pt/displayFtu.html?ftuId=FTU_5.1.1.html
http://www.brasilpost.com.br/raphael-tsavkko-garcia/precisamos-falar-sobre-imigracao_b_7129478.html
OK. Façam só um comentário global para terminar. EXCELENTE, mas corrijam o seguinte:
1- Não existe nenhum fundo estrutural "ASE". Tem outro nome.
2- Uma vez que há liberdade de circulação do trabalho, o objectivo será "evitar a emigração" ou "evitar tensões migratórias" entre regiões com um nível de vida muito díspar?

Não mexam mais senão estragam! Se estavam a pensar na invasão pelos refugiados, esses não são cidadãos europeus!